O presente projecto teve como pretensão a remodelação e ampliação de uma moradia da década de 70, apostando numa nova imagem arquitectónica.
Na casa  existente alterou-se a distribuição do espaço interior, redesenhou-se os alçados, mantendo as paredes resistentes exteriores em alvenaria de pedra, e susbtituiu-se a cobertura.
A ampliação identifica-se por uma nova volumetria recuada em relação à rua, pelos telhados que sobem em espiral com o objectivo de abraçar o existente e pelo jogo de envidraçados. O interior caracteriza-se pelos espaços amplos diferenciados pela luz e pela variação do pé direito.
A habitação passou a ter duas faces, dois volumes formalmente distintos que se assumiram juntos.O volume existente, que se vira á rua, mostra-se reservado, contido, em oposição ao volume proposto, aberto e irreverente, virado para o jardim, para o espaço mais íntimo.